Soft skills no trabalho: como desenvolvê-las e porque se importar com elas

Soft skills no trabalho: como desenvolvê-las e porque se importar com elas

Você é criativo? Se orgulha por saber trabalhar em equipe? Já recebeu elogios por sempre ter uma atitude positiva no ambiente de trabalho?

Pois saiba que essas características são mais importantes que você pensa no mundo corporativo. Foi-se o tempo em que o mercado buscava apenas profissionais com habilidades práticas que podem ser ensinadas em cursos técnicos e faculdades. Agora, as empresas buscam as “soft skills”, competências comportamentais, ou seja, atributos pessoais relacionados a aptidões mentais, emocionais e sociais.

Por serem mais difíceis de aprender do que as hard skills – habilidades técnicas que podem ser ensinadas -, os empregadores muitas vezes acabam dando preferência a candidatos que tenham boa capacidade de se relacionar com outras pessoas, por exemplo, ao invés daqueles com um nível mais alto de inglês. Para eles, aprender um idioma, competência essencialmente técnica, é mais fácil do que melhorar a habilidade de relacionamento, que é uma competência comportamental.

Porém, se você não se sente confiante com suas soft skills, não se desespere! Existem sim maneiras de desenvolver ou fortalecê-las. Quer saber como? Continue lendo!

Porque as soft skills importam

Antes de falar em como desenvolver e fortalecer essas competências, é importante entender a importância delas. De acordo com Daniel Goleman, psicólogo e autor do livro Inteligência Emocional, existe uma lacuna entre o que líderes esperam de recém-formados e o que quem está começando a carreira oferece.

“Na maioria dos casos, os contratados são inteligentes, ambiciosos e sabem usar tecnologia. Provaram que conseguem fazer o trabalho. São comprometidos e apaixonados pela ideia de ascender na carreira. Então o que falta nesses profissionais?” A resposta é fácil: soft skills.

O autor explica que os jovens não dão a devida importância para a inteligência emocional no ambiente de trabalho, mas ela é crucial para ter foco, motivação e colaborar de maneira produtiva.“Conforme estruturas organizacionais evoluem e a globalização acelera, essas soft skills serão mais cruciais que nunca”, aposta o especialista.

Apenas inteligência e experiência não bastam. São as soft skills que realmente capacitam alguém para ocupar cargos de liderança, que envolvem lidar com outras pessoas assim como com si mesmo.

É importante lembrar que vagas diferentes buscam por perfis diferentes, mas há soft skills comum a todos os profissionais, que não competem apenas a funções específicas.

Entre o que as empresas buscam cada vez mais nos funcionários estão o foco no cliente, colaboração, paixão por aprender e a habilidade organizacional.

Como desenvolver as soft skills?

Para Daniel, é possível sim desenvolver ou fortalecer as soft skills necessárias atualmente. Entre as técnicas recomendadas, estão:

Gerenciamento de tempo e prioridades

“Quando for interrompido, pratique se fazer esta pergunta: isso pode esperar? Posso deixar de lado? Você descobrirá que a resposta é quase sempre ‘sim’”, fala.

E se sua resposta for sim, informe sua decisão de maneira educada e carismática, pois líderes se comunicam de forma gentil.

Autoadministração emocional

“Se você aprender a administrar suas emoções, vai se recuperar rapidamente do estresse. Isso significa que quando sentir uma emoção forte surgir, pode se tornar consciente dela, nomeá-la e deixá-la passar sem reagir instantaneamente. ”

Para poder controlar melhor suas emoções, que tal praticar meditação? Antes de começar o dia, tire dois, cinco, dez minutos e permita que seu corpo fique em alerta, mas ao mesmo tempo relaxado.

Converse e peça feedbacks

Que tal buscar seu feedback? Converse com colegas de profissão, gestores, amigos, professores e familiares – pessoas que o conhecem profissional e pessoalmente – e peça para lhe avaliarem. Pergunte sobre suas habilidades de soft skills e aproveite as respostas para melhorar no que é possível.

Agora que você sabe a importância das soft skills e como desenvolvê-las, não esqueça de praticá-las para se tornar um profissional de sucesso!

Fonte: Na Prática