Social Learning

Social Learning

Mais interação nos seus treinamentos

A cada dia precisamos aprender mais e mais. O volume de informações é enorme e temos que filtrar o que é realmente relevante para sobrevivermos no mundo dos negócios.

Na busca incessante por novos conhecimentos, a tecnologia segue revolucionando setores tradicionais. Antigos modelos de aprendizagem estão ficando mais modernos e produtivos.

A transformação digital também mudou o perfil do aluno e do colaborador em treinamento. As novas gerações respiram tecnologia e gostam de aprender por meio dela.

Por isso, as plataformas educacionais online também precisam acompanhar o ritmo de evolução e propor alternativas ao modelo tradicional de ensino-aprendizagem.

As salas de aula tradicionais viraram salas virtuais, com cursos online, vídeos, workshops e muita interatividade, tanto no ambiente acadêmico quanto no ambiente corporativo.

O Social Learning está ligado a tudo isso. Aprender com outras pessoas, em interações sociais, com foco na aprendizagem que acontece nas redes de relacionamento, como redes sociais pessoais e corporativas.

É uma combinação de ferramentas das mídias sociais com uma mudança na cultura organizacional. Isso estimula o compartilhamento de conhecimento e conecta as pessoas de forma que faz o aprendizado ser um prazer.

Do e-learning para o Social Learning

As empresas têm investido cada vez mais no e-learning, o aprendizado online onde é possível economizar tempo e fazer com que os treinamentos sejam realizados por meio de uma plataforma EAD.

E para tornar os treinamentos ainda mais efetivos e aumentar a sua credibilidade, é preciso também compartilhar ideias com outras pessoas. Isso pode ser feito com o Social Learning.

Também conhecido como experiência de aprendizado em rede, o Social Learning pode ser integrado com uma plataforma LMS, onde todo o conteúdo ali apresentado fica registrado e pode ser consultado a qualquer momento.

Troca e colaboração são a base do Social Learning. O acesso a diferentes pontos de vista por meio do aprendizado online e o ato de explicar o que estudou contribuem para assimilar ainda mais o conteúdo.

As organizações podem aproveitar essas ferramentas sociais para criar ambientes de trabalho mais agradáveis e colaborativos, onde os funcionários aprendem uns com os outros.

Vantagens do Social Learning

Redes de relacionamento

As empresas precisam cada vez mais que os seus colaboradores conversem bastante entre si e troquem ideias, criando assim as tão importantes redes de relacionamento.

Compartilhamento de aprendizado

No passado, as empresas não dividiam o conhecimento adquirido. Hoje, elas sabem que é preciso compartilhá-lo e transformá-lo em ação, além de estimular seus funcionários a isso também.

Valorização das competências

Atualmente, as empresas não buscam mais currículos extensos, com diversas experiências. Buscam profissionais com competências que destaquem como suas habilidades podem ser aplicadas na vaga.

Equipe unida

O ambiente corporativo precisa ter aquela interação entre todos os colaboradores que o Social Learning permite. Os líderes resolvem os conflitos e valorizam o trabalho em equipe sempre.

Resultado é o que importa

As empresas estão hoje muito mais focadas nos resultados alcançados do que na carga horária cumprida. O objetivo principal é atingir as metas, independentemente do tempo que isso requer.

Como implementar o Social Learning

Coloque os colaboradores como protagonistas

O papel do moderador ou do monitor ainda é importante, mas o que conta no Social Learning é a troca entre os alunos primordialmente. Dê a eles a função de geradores de conhecimento.

Isso é de extrema importância para as empresas, porque é possível reunir diferentes pontos de vista que podem resultar em novos processos ou soluções para melhorar a rotina da empresa e também a sua produtividade.

Personalize seus conteúdos

Abuse das ferramentas de comunicação. Crie canais próprios, como os fóruns de discussão em plataformas EAD ou em redes sociais, por meio de um chat no Facebook ou um grupo no WhatsApp.

Chats e comunicadores podem ajudar a colocar em prática o Social Learning de seu curso ou treinamento online. Você também pode criar um chat no Skype com pequenos grupos que participam de seus cursos online.

Permita e estimule a participação

Além das videoaulas, você pode postar em um blog ou abrir espaço para comentários abaixo dos vídeos publicados. Os comentários permitem que os participantes tirem suas dúvidas, além de deixarem sua preciosa opinião.

Você pode esclarecer as dúvidas e estimular a conversa e interação entre os participantes. Por exemplo, pode publicar em sua rede social uma pergunta relacionada ao conteúdo do curso e pedir a opinião daqueles que se interessam pelo assunto.

Interação e mais interação

Aproveite todas essas ferramentas de comunicação para interagir com o seu público e permitir que ele leve outras pessoas até você. Com o Social Learning, não basta observar.

É preciso interagir: perguntar, comentar, compartilhar. Quanto mais interação, maior a assimilação do conteúdo e mais bem treinado o colaborador estará.

Confira aqui alguns exemplos de conteúdos que podem fazer parte do Social Learning do projeto de educação corporativa da sua empresa:

  • Postagens em blogs, redes sociais e ambientes de treinamento
  • Grupos de discussão (listas e fóruns)
  • Publicação de notícias em site
  • Vídeos online
  • Chats temáticos em grupos via Skype e Hangout
  • Compartilhamento de arquivos e links de referência via Google Drive, de slides e apresentações, de páginas no Facebook e perfis no LinkedIn e Twitter.

E o feedback?

Avalie sempre o sucesso da implantação do seu Social Learning. Obtenha o feedback dos participantes que usaram a ferramenta social para saber se ela ajudou na experiência de aprendizagem.

Saiba também se os administradores encontraram alguma dificuldade e se conseguiram o envolvimento dos participantes. E verifique qual foi a percepção da equipe de gestão sobre os resultados com suas equipes.

O Social Learning precisa fazer parte da rotina dos colaboradores, pois estimula a transferência contínua de conhecimentos e conecta as pessoas por meio de um aprendizado prazeroso.

O treinamento faz mais sentido com o Social Learning e com a interação de todos, a todo momento. Quer levar o Social Learning para os seus treinamentos? Troque uma ideia com a gente.

Texto por Fabiola Iunck

Foto de cottonbro no Pexels