8 dicas para realizar treinamentos de Compliance em um LMS

8 dicas para realizar treinamentos de Compliance em um LMS

Treinamento de Compliance. Esse termo tem sido muito falado no cotidiano empresarial nos últimos anos. Gestores e empreendedores estão com suas energias voltadas para que seus colaboradores incorporem esse conceito em suas jornadas de trabalho.

Os treinamentos de Compliance foram desenvolvidos para que os funcionários entendam e atuem dentro das regras da empresa. Dessa forma, as empresas mantêm distância de problemas com a justiça, preservam sua imagem no mercado e ainda obtêm uma rotina mais eficiente.

O que é Compliance?

A origem do termo Compliance vem do inglês to comply, que significa agir conforme a lei. Os programas de treinamento voltados para o compliance têm como objetivo estimular a atuação dos funcionários dentro de um padrão ético, com respeito às leis e regimentos internos e externos.

O treinamento de Compliance ajuda a manter a equipe alinhada aos objetivos da empresa e, portanto, é fundamental para o sucesso dos projetos. Ao estruturar e efetivar uma capacitação na área, você consegue minimizar os riscos, na medida em que fica assegurado o conhecimento das condutas e passos que seus funcionários devem seguir.

Para isso, é preciso traçar estratégias para que o treinamento de Compliance traga resultados reais para sua empresa. A seguir, conheça 8 dicas importantes para colocar em prática esse processo em um sistema LMS (Learning Management System ou Sistema de Gestão de Aprendizagem).

1. Colaboradores nem sempre se interessam por normas

Para construir seu treinamento de Compliance, é importante presumir que os funcionários nem sempre mostram interesse por aprender regras e normas para se tornar um profissional mais ético ou nem mesmo conhece o Compliance.

Partindo desse pensamento real, você vai conseguir planejar um treinamento com criatividade e eficácia para convencer os seus colaboradores quanto à importância do treinamento de Compliance em uma plataforma de ensino à distância.

2. Diagnóstico fiel de sua empresa

Se as normas internas da empresa são os pilares de sustentação do treinamento de Compliance, é evidente que um diagnóstico fiel que avalie a postura do negócio torna-se elemento fundamental para garantir um treinamento eficiente.

Neste processo, é necessário levantar o porte da empresa, a estrutura de suas lideranças, o regimento interno, a realidade do mercado, a eficiência no mapeamento de processos e o histórico de contingências judiciais e administrativas.

Assim, os resultados tendem a ser satisfatórios e a empresa entende claramente a realidade de sua equipe para estruturar o Compliance.

 3. Treinamento coerente e criativo

Você pode disponibilizar em sua plataforma EAD diversos materiais interessantes para que seus colaboradores sejam bem treinados em Compliance, como palestras, ações de comunicação interna, campanhas de conscientização ou até mesmo algumas técnicas de gamificação.

Uma ideia para incentivar os colaboradores a se envolverem no conteúdo apresentado em treinamentos pode ser a realização de um quiz com premiações para respostas certas.

A empresa pode distribuir o manual de regras de conduta a pautar as perguntas em situações hipotéticas para que o funcionário informe sua possível conduta diante daquele fato apresentado.

4. Um instrutor motivador

A escolha do instrutor deve ser certeira para o sucesso do treinamento de Compliance. É imprescindível que ele seja líder na empresa, domine o assunto, possua uma boa oratória e saiba engajar os colaboradores para colocar em prática tudo o que aprenderam.

5. Aulas temáticas

Uma dica para aumentar o interesse e o engajamento dos funcionários nos treinamentos de Compliance é separar o conteúdo em aulas temáticas. Dessa forma, fica mais dinâmico e menos maçante assistir ao conteúdo.

Com os treinamentos mais leves e dando a impressão de serem mais curtos, os seus funcionários podem fazer aos poucos. E quanto mais assistir e aprender, melhores serão os resultados da sua empresa.

6. Metas são primordiais

Antes mesmo de começar a realizar os seus treinamentos de Compliance, defina e documente suas metas e objetivos. Assim, fica mais fácil direcionar esforços e recursos financeiros para chegar onde você quer.

7. Trilhas de treinamentos

Para facilitar o direcionamento de conteúdos do treinamento de Compliance, configure “trilhas” de aprendizagem para os diferentes grupos da sua empresa: funcionários recém-contratados, aqueles que mudaram de setor e diversas outras situações.

8. Métricas e análises de aproveitamento

Uma das maneiras de garantir o sucesso e acompanhar o progresso de seu treinamento de Compliance é ter acesso a dados e métricas que mais concordam com as suas metas e estratégias.

Monitore a produtividade e os resultados alcançados. Acompanhe de perto se sua equipe está absorvendo todo o conteúdo dos treinamentos, se o instrutor está tendo sucesso e analise quais mudanças, sejam elas positivas ou negativas, está impactando no cotidiano da empresa.

Texto Fabiola Iunck

Foto de Startup Stock Photos no Pexels